Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 27 de julho de 2007

NÃO SE DISCUTE

Vontade de não fazer nada...
Só olhar o movimento das árvores aqui do LaSalle coloridas por este sol tímido. Queria viver num mundo mais livre... Me enche o saco, às vezes, falar com quem sei que não gosta de mim, falar com quem não gosto, vestir roupas que não quero, ir em festas quando estou com mau-humor, ler livros desinteressantes, rir de piadas idiotas...

Aqui na biblioteca é OUTRO MUNDO, certamente.
Eu era bem criança ainda e ficava imaginando estórias mágicas, de livros encantados e fantasmas que habitavam a Biblioteca da minha primeira escola. Num descuido, vez ou outra, viajo entre os mistérios das entantes esperando algum livro envolvido em poção ou com alguma maldição saltar das prateleiras direto à mim. E quando aberto me engole para suas páginas muito velhas, numa nuvem prateada igual a dos desenhos. Talvez eu até voe, porque, provavelmente, seja este o meio de transporte naquele mundo. Deve até tocar uma musiquinha de fadas que se escondem envergonhadas nas folhagens. E eles devem temer alguma grande voz. Feroz e turbulenta que chega sempre sem aviso, vinda da floresta, onde fadas, anões e cavalos-alados nunca vão. E quando me assusto da voz eles fazem sinal de silêncio com os dedinhos na frente da boca para que eu tenha cuidado. Quem sabe se com meu conhecimento de tantas fábulas eu possa ajudá-los. E juntos, voando coloridos, nós descobrimos no final que o monstro não passava de ilusão que a nossa ingenuidade infantil não via maldade. E depois de "todos vivendo felizes para sempre" eles viriam me visitar, iluminando alguns caminhos negros e sem música desta realidade interminável que foi escrita a garranchos por um "autor desconhecido". Que ninguém ousa questionar, corrigir, debater.
"Não se discute", eles dizem.

Só queria viver num mundo mais livre...

2 comentários:

Helio disse...

Tu anda fumando, guria?

Jajá NdNós disse...

hahahhahahaha
hahahahhahahahaa

Nenhum de Nós

Nenhum de Nós