Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 26 de abril de 2007

Ira! e o Invisível DJ

Ira! volta às inéditas com disco de "rock maduro"

Seis anos depois de Entre Seus Rins, o Ira! volta às inéditas com Invisível DJ. O disco, como define o guitarrista Edgard Scandurra, é de rock maduro. "A gente não se finge de menino", diz o músico quarentão. Scandurra é autor de quase todas as canções, muitas delas compostas durante suas últimas férias. "Já fiz muita música desse jeito. Desta vez, houve até uma pressão para lançarmos o disco. Então tivemos de produzir bastante", conta. "Antes de entrarmos em estúdio, tínhamos um repertório pequeno", segue.
O rock rural Mariana Foi Pro Mar, por exemplo, entrou em cima da hora. Já La Luna Llena, faixa em espanhol que fecha o trabalho, teve letra originalmente digitada em um celular para que a idéia não fosse perdida. "Já fiz isso em outras vezes", fala Scandurra.


Apesar do empenho do músico em criar, fato que acentua a faceta madura do CD, a música de trabalho - Eu Vou Tentar - foi composta por um jovem roqueiro: Rodrigo Koala. O rapaz é líder do Hateen e autor de alguns os sucessos do CPM 22, como Irreversível.
"Hoje eu consigo falar de pop sem torcer o nariz. Mas era impossível. Acho que por causa do lance do espírito roqueiro", diz o guitarrista, explicando o lado híbrido do disco.
Na tentativa de atrair o público para o disco original, o Ira! caprichou na parte gráfica, com um encarte completo e conceitual. "Acho que esse é um dos atrativos para se ter o disco e não apenas o MP3", aposta Edgard.
(Terra Música - terra.com.br - 25/04/2007)

Nenhum comentário:

Nenhum de Nós

Nenhum de Nós